Mopping

Nao, eu nao estou falando de Mop, aquele de limpar o chao.

Na Alemanha mopping é o tal de Bullyng.

Quem foi magrinha e vestia duas calças na escola para dar um” volume” sabe o que eu estou falando, né!?

Então, eu pensava que isto era algo de criança ou adolescente. Errei feio! Entrei em um joguinho manipulado por colegas de trabalho e hoje, posso afirmar com toda certeza que fui vítima de mopping.

Eu trabalho desde que cheguei na Alemanha. Fui babá, empacotei Dirndl até conseguir um emprego full time. Imagine a felicitade da pessoa! Apenas 5 meses na Alemanha e conseguir um emprego “fixo” com salário decente e ambiente de trabalho interessante!

Toca ai !

Tudo estava perfeito ….até que o meu sonho virou pesadelo.

A colega mais antiga na empresa “achou” que a minha estrelinha brilhava demais e passou a exigir que eu faça horas-extras, atividades que são responsabilidades dela e ainda me queimava o tempo todo (Ela não é minha chefe!)

Neste trabalho, eu deveria cuidar dos clientes internacionais da empresa e num pulo, passei a cuidar nos clientes da Alemanha. Enquanto eu morria para ter uma conversa digna com o cliente no telefone, ela ria, fumava e reafirmava ao chefe a minha incompetência.

Embora expressamente proibido, ela fumava dentro do local de trabalho e eu como boa alérgica, chegava em casa fedendo e espirrando.

O meu chefe é uma ótima pessoa mas não nasceu para ser chefe. Ele gosta de bancar o bonzinho e quando o negócio “fede” ele pede para a colega monstra resolver. Aquela coisa, ganhou um pequeno poder e já tá achando que é Napoleão Bonaparte (para não dizer outra figura histórica).

Escutei de tudo. Desde que tenho que trabalhar mais por que sou estrangeira até que eu tinha olheiras horríveis e que tinha que parar de fazer festa! (Eu fui em balada 2 vezes desde que vivo aqui).

Passei a ter dores de cabeça diárias, um barulho enlouquecedor no ouvido que já me acompanha a 3 meses, dores nos braços, 3 quilos a mais, dores de estômago, entre outras coisas. O interessante é que nenhum médico acha uma razão para isto.

Acho que passei a “sintomatizar” a minha dor psicológica e tomei uma decisão difícil. Me demiti!

Passei alguns dias filosofando se pedir demissão demonstra fraqueza e hoje, estou quase certa que não.

Fraqueza é permitir que alguém pise, passe por cima e de ré em você. Quero começar novamente, dar um tempo e relaxar.
O sumiço do blog foi por que eu estava esgotada mentalmente e ainda me sinto vazia, acho que vai demorar um tempo para curar.

Entreguei a minha demissão direto para a monstra e disse ” Parabéns, você conseguiu”. Ela nao quis aceitar e disse que não era a chefe. Foi ai que o bixo pegou. “Cuspi” tudo de forma educada e recebi como resposta um choro de criança mimada, ainda tive que ouvir que EU é que não gosto dela.(Porra! Eu não sou mais babá).

Sai de cabeça erguida e ciente que fiz isto por mim, pelo meu relacionamento e até mesmo para minha vida profissional.

Agora estou curtindo uma férias, me cuidando, tomanda meus remédios e tentanto virar a página. Muita coisas boas já aconteceram deste que sai da empresa mas ai já assunto para um novo post, este já está longo demais!

Cuidem-se, protenjam-se e nao duvidem da sua voz interior. Eu nao acreditei na minha e sofri tentando provar o meu valor aqui. Esqueça! Você vale mais que tudo isso!

Bjokas

 

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Mopping

  1. Cind passei por uma situacao parecida, engoli até onde nao aguentei mais, mas um dia chamei a dita nas catrancas, agora ela é uma flor, mas sei q tudo nao passa de falsidade, mas pelo menos o bullyng passou, mas eu tb nao preciso trabalhar com ela o dia inteiro, somente na troca de turno que dura 2 horas, já seu caso o dia inteiro e tendo que aturar isso, vc fez o certo e nao se afobe, descanse, relaxe um pouco e depois de novo m busca de um trampo 🙂

  2. Você não só sofreu bullying, como discriminação por ser estrangeira! Relaxa agora, mas fique certa que não será a primeira vez que isto ocorrerá. Porém, você já adquiriu experiência no assunto e está preparada para o próximo bullying ou algum tipo de assédio. Se vierem com esta história de ser estrangeira, trata de falar com um superior, mas tenha provas. Tudo de bom e levanta a cabeça, vá em frente!

  3. Eu te entendo perfeitamente pois passei por isso no Brasil, porém foi apenas uma semana disso, pois na semana seguinte dei um gritão com a pessoa…sei que perdi a paciência mas ficar de picuinha por causa de um capuccino, foi a gota d’água. Depois conversei com o meu chefe e disse que não tava mais aguentando a fofocaiada e mania de grandeza por parte das secretárias, e que eu adorava trabalhar lá por ser perto de casa e ser um trabalho que eu gostava de fazer, não demorou muito para o meu chefe me dizer que eu não era a primeira webmaster a pedir demissão por causa de algumas secretárias, e que ele conversaria com ela pela última vez e se ela não tomasse jeito, ele teria que mandá-la embora, semanas depois ela foi demitida. Esse meu chefe era dentista mas tinha um portal de anuncios para dentistas e dermatologistas e tinha consultórios por todo o Brasil e várias secretárias em cada estado. Eu apenas cuidava do portal e dos anúncios, então era alvo de inveja das secretárias, não só eu como as auxiliares também eram alvo de inveja por viajarem com o dentista por todo o Brasil. Quando as pessoas são invejosas, elas nem precisam de motivos para invejarem, é uma coisa natural na personalidade dessas pessoas. Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s