Tragédia!!!

Perdi meu apto em Paris …………………………………………….Não é uma tragédia? 😉

Claro que não, mas eu precisava de um titulo chocante para o post. Marketing, baby!

Recebi um email da proprietária na quinta feira. Delicadamente, ela me chutou do apto dela, já que ela está com 8 meses de gestação e não está muito bem de saúde!

Com mulher grávida nao se discute, né?

Esta é a parte chata deste sistema múúúderno. A pessoalidade faz com que a sua reserva fique em risco. Seu “Host” pode ficar doente, terminar o relacionamento, morrer, ter uma TPM e você fica sem apto!

Cancelamos a reserva e nossa caça continuou. Parace fácil mas Paris tem suas peculiaridades, tais como wc compartilhado, chuveiro na sala, dormir no sofá usw.

Achei este apto de pequeno mas um sonho e além disso é de um membro verificado.

Membro verificado e fotos verificadas são o ponto alto da confiança.

Membro verificado significa que esta pessoa confirou sua identidade, ela existe!

Fotos verificadas significa que a equipe Airbnb foi lá e fez as fotos, o apto existe!

Embora este apto não tenha (ainda) recomendações, eu gostei da dona. Ela mora no apto e não sei o porquê mas isso me passa uma melhor impressão.

A localização é bem interessante – Rue du Faubourg Saint-Antoine – bares interessantes, restaurantes exóticos, doces argelinos, Indian take away e pequenos mercados.

O apto é bem menor que o outro mas é uma graça. Tem um estilo bem mulherzinha e capricha nos detalhes:

Para namorar…

Detalhes que me fazem feliz…

Cama estilo “ikebra” mas que tá valendo..

Móvel que eu gostaria de levar para casa…

Cozinha da barbie

Banheiro honesto

Bairro:

Nao é um chuchuzinho? Acho que agora vai!

Quem quiser experimentar, use o link abaixo para doar alguns bonus para esta pobre blogueira que poderia estar matando, roubando, estuprando mas está aqui pedindo humildemente:

http://www.airbnb.com/tell-a-friend?airef=16chgz22926zz5.

Quano eu chegar em Paris, tiro fotos nada profissionais para fazer a comparação.

Ah! tenham sempre um plano B: Um hostel perto em caso de urgencia, um par de roupa de cama e um jogo de toalhas. Canja de galinha nao faz mal a ninguém, né?

 

bjobjo

Anúncios

Alugando Apto em Paris

Em algumas semanas, vou para Paris, aproveitar o feriado prolongado de Páscoa.

Eu comprei esta passagem em uma promoção e todos os dentinos que eu desejava, já estavam lotados.

Sobrou para Paris. Eu acho que Paris é sempre interessante e sempre haverá algo novo para ver.

Eu já conheço a “Paris turística” e meu marido não suporta museu-crépe-antiquários.

Decidimos fazer o roteito ” vivendo em Paris”. Nada de hotel, museu, tickets, cancan usw.

Alugamos um apartamento no site Airbnb, em uma região residencial. Quero acordar, buscar o meu “baguete”, tomar meu café na varandinha e passear pelas ruas, sem compromisso de museus, ticket, metro.

Claro que o champs é lindo mas eu quero algo mais. Quero paz! Não vou ficar em um bairro turistico.. Vou ficar na 19th mas em longe dos portões.

Alugar apartamento é sempre um risco mas o preço compensa e, se tudo der certo, será um experiencia única, viver em Paris.

Aluguei este apto: http://www.airbnb.de/rooms/135897. Ele é bem completo. Se chover, temos internet, tv a cabo. Já passei pela experiencia de ficar em hotel durante uma chuva terrível em Paris. Acredite em mim, é chatoooooo.

Paguei € 200,00 por toda a estadia ( 4 dias). Valor que você paga em uma noite em um hotel do champs. As referencias parecem boas e o contato com a dona sempre foi ótimo.

A sala é simples mas bem iluminada, gostei! Parte que o marido adora! Simples mas funcional. ( tem tv, fundamental, já que preciso da tv para dormir). Cozinha bem equipada. tem microondas, fogão, geladeira, lava-roupas. Já avisto uma economia por comprar queijinhos e guloseimas no mercado e comer em casa! 😉 Banheiro honesto, não fala mal de ninguém!;)

Procurando com cuidado, você acha outros apartamentos com  localizações mas interessantes. Eu não posso reclamar, já que estou indo no feriado de páscoa, ninguém mais tem disponibilidade e tenho que oegar as chaves quase meia noite ( Chego em Parias por volta das 22:30)

Não sei se foi um bom negócio mas foi bem economico e atende os objetivos da minha viagem = Descansar. O pagamento é feito no próprio site e eles cobram mais €100,00 como caução, que serão devolvidos ao final. Estou um tanto quanto alternativa desde que cheguei na Alemanha e esta alternatividade reflete nas minhas escolhas. Nada de cabarét, museu, foto de estatua. Somente bares alternativos, museus pequenos e gratuitos, muitos parques distantes e, possívelmente, restaurantes exóticos.

 

Alguém já testou o mesmo site? outro site?  nunca tentaria?

Snoop Dogg

Você sabe quem é ele? Se não, aqui vai uma fotheeenha para lembrar.

Lembrou? Então o cara é um rapper, ator e mil e duzentas coisas mais que eu nem imagino.

Mas isso não é verdadeiramente importante. Mantém a informação e segue comigo..

————————————————————————————————————-

Entrei no U-Bahn um dias destes, sentei no único lugar vago e olhei para o rapaz da frente. O cara era lindo e eu comecei a filosofar sobre a beleza alemã, quando fui rispidamente cortada por um cara que sentava do outro lado do U-Bahn ( tipo tem as cadeiras da esquerda e da direita).

Blum-blam.shipppp, ele fazia uns barulhos (ou música, na opinião dele) tipo beatbox. Não sabe o que é esse tem? Video explicativo abaixo. ..

To explicativa, né?!

Mas o cara não sabia ***** nenhuma de beatbox e foi ficando cada vez pior. Ele gritava palavra de ordem : Rap é o futuro, cultura negra éééééhh, sou negro e não marginal.

Detalhe: o cara era mais branco que cera!

O cara búúúúnitinho da frente já estava se mijando de rir e eu tentanto fazer a egipcia

A alemã do lado do louco do beatbox enfiou um fone de ouvido nas “òreia” e ficou lá quietinha. Quando pensamos que a sessão rap na veia tinha acabado, a pobre alemã tira o fone de ouvido.

Ahhhhh! Foi ai que o negócio ficou feio. Ele se vira, gentilmente, olha para a orelha dela e grita:

SNOOOOOOOOOOOOOOOPPPPPP DOGGGGGGGGGGGGGGGGGG

Fiquei com pena mas eu……………………………………………………rí!!

Pra falar a verdade, eu quase me mijei. Tive que sair do Bahn antes do tempo.

Eu nunca tinha visto um louco, birutinha na Alemanha. No brasil, sou amiga de vários, que até faziam uma visitinha no meu trabalho para tomar café.

O mais interessante é que mesmo com o grito, a mulher ficou lá quietinha, digna.

Não entendi. Eu ia levantar ou gritar no ouvido dele:

JENIFFFFFFFFFFFFFFER LOPPPPPPPPPPPES .

Ao contrário do meu comportamento boçal, a alemã ficou lá, atuarando o cara, mantendo a linha.

E você meu amor, o que faria? Ia de Jenifer Lopes ou mantinha a postura, respirava fundo e cantava um mantra?

Bjobjo e chega de Snoop Dogg por hoje!

 

Cê morreu?

 Tô bem viva. Nao tão viva. Tipo morta-viva, entendeu?

Ando cansada demais. Um cansaço horrendo. Já fui no médico e fiz exame de tudo e… nada. Quer dizer… o médico olhou para minha cara e pensou ” Baita vadia”.

O povo fala que o tal do cansaço da primavera (?) que no meu caso deve ser grave, já que começou no inverno. Além disto tudo, o meu trabalho tá puxado, o trabalho do marido tá puxado, a casa tá um caos ….usw infinito.

Para ajudar ainda mais, estou frequentando o curso do Inlingua – 2x por semana- com um professor que nao usa desodorante e nao assiste televisão #DRAMA.

Procurando no santo google, achei o termo “cansaço da primavera” e sei que não estou sozinha no mundo – Eu sou normal tá! Será que eu consigo um atestado médico até o verão?

Man nem tudo está perdido no mundo de meudeuzo! Tivemos um ataque de loucura furiosa e compramos 2 passagens para Paris! Vamos na pascoa e ficamos por lá 4 dias, aproveitando os feriadinhos.

Claro que a sensação foi ótima.. mas depois de 5 minutos, o marido já estava perguntando se eu já tinha visto hotel, mala, roupa, tickets … Mais neura!

Espero que este cansaço se vá sem dizer good bye!

bjobjo

Eu sou insensível…. e dai?

Bom, desde que o pai do “barido” faleceu, as coisas estão fora do eixo, sem rumo e bem confusas.

Tivemos o “Trauerfeier que foi realmente lindo e celebrado por um padre indiano que dedicou uma atenção toda especial para o nosso adeus.

Eu não sou uma pessoa insensível mas também não sou um poço de emoções. Chorei, cantei, sorri, orei e disse adeus ao meu sogro. Porem algumas pessoas que mal tiveram contato com ele estavam lá chorando baldes de lágrimas e isso me irrita um pouco. Não entendam mal, sei que muita vezes somos levados a chorar/rir pelo ambiente  que nos envolve mas ví muita gente quase tento ataques epiléticos de tanto choro (exageradaaaaaa).

Quando a cerimonia encerrou, olhei para o marido e disse: Nosso pai já se foi, já dissemos adeus, agora é tempo de viver e cuidar dos vivos. O marido concordou e disse que esta foi a última despedida e que apenas quer lembrar coisas lindas da infancia dele com o pai. 🙂

Porém a minha sogra quer ficar tocando nisto. Sabe quando alguém gosta de tirar a casca da ferida só para ver sangrar novamente? Então, é o que ela está fazendo. Sei que perder o marido não deve ser nada fácil mas quando estamos sozinhos com ela, ela é perfeitamente tranquila. Aí, chegam os vizinhos ou qualquer outra pessoa, ela cai em lágrimas e isso causa um certo desconforto no resto da familia.

Parece que temos que sentir dor na frente das visitas para que eles tenham certeza de estamos sofrendo. Odeio este tipo de imposição e não entro nesta onda! Como não entro na comoção coletiva, sou taxada de insensível

 Eu levanto, faço café para o povo e já até pedi para deixarem a minha sogra em paz e levantarem os trapos. Pela primeira vez na vida, acho que a minha sogra está me odiando. Sempre tivemos uma amizade legal mas agora ela se comportando com uma criança e acho perigoso realizar todas as vontades dela.

Minha cunhada está na casa da sogra como uma serva. Faz tudo, limpa tudo e ainda corre para fazer tudo que a mãe pede. Claro que este é um momento de dar atenção especial mas essa atenção um dia vai acabar e duvido que a minha cunhada mantenha esse “24h Care” por muito tempo.

Acho que temos que ajudar mas da mesma forma, minha sogra tem que se ajudar e fazer as coisas que fazia antes: cozinhar, tomar banho, caminhar com o cachorro.

Posso estar sendo dura mas não acho que devemos “facilitar” tanto visto que, todos da familia trabalham e ninguém pode ficar de “baba” por muito tempo. Atenção sim, tratar as pessoas como vitima, não!

Nossa comunicação ( sogra+ eu) está horrível mas não vou discutir, nem entrar na onda de vitimizar ela. Quero apenas que a vida siga. A dor da perda sempre estará presente mas o sentimento de luto, nós decidimos até onde deve ir.

bjokas da Cindi