Alugando apto em Paris – Parte II

Demorei um tiquinho para fazer este post. Como envolve fotos e muito blá blá, queria fazer com calma.

Vamos lá!

Alugamos o apto pela Airbnb.  Custou € 60 por noite para 2 pessoas ;).

Além dos custos de hospedagem, o site faz uma “reserva” no seu cartão, na verdade uma indisponibilidade de valor para a caução. O valor da caução é estipulado pelo dono do imóvel. A caução (reserva) é liberada quando o dono do imóvel avisa que o imóvel foi encontrado em boas condições ou apenas se mantém em silêncio após 24 horas do final da reserva.

Maud, a dona do imóvel, trabalha em uma agência de publicidade em Paris mas vai seguidamente visitar os pais no interior da França. Em razão do feriado prolongado, ela decidiu alugar o apto. Como Maud estaria fora da cidade, a entrega das chaves foi feita por uma amiga da Maud que possui um apto nas proximidades.

Chegamos em paris as 22:30, tomamos o Roissy bus (€ 10,00 por cabeça). Chegando a estação de metro Opera, tomamos a linha 9. Eu sempre tenho um medo dos metros de Paris, não me pergunte o porquê.

Encontramos a amiga da Maud, tomamos a chave e caminhamos 2 quadras até o apto. O prédio é antigo e as são escadas vertiginosas e gastas. Subir até o sexto andar com malas não é uma experiencia agradável. Gastamos, provavelmente, meia hora para abrir a porta. A porta é antiga, cheia de fechaduras mais antigas ainda e o chaveiro da menina tinha umas 20 chaves. Foi na base da tentativa e erro!

Quando finalmente foi possível abrir a porta da esperança, sentimos um misto de satisfação e insatisfação. O apto é realmente como estava descrito mas claro, tem suas peculiaridades. Na foto o apto parece ser muito mais amplo. O apto é bem pequeno mas uma graça. Em dois dias a insatisfação foi embora e o apto já era a nossa segunda casa!

A sala é bem pequena mas para um casal como nós, serve bem!

Fiz as fotos na manhã seguinte com o meu telefone já que a minha camera resolveu dar um piti. Desculpa aê a falta de qualidade. Fotografia é algo impossível para a minha capacidade fisica e mental.

Este sofá é bem ruim de sentar mas eu não viajei para sentar em sofá.

A cama é um tanto diferente mas confortável e muito limpa. Tenho sinusite e o meu nariz alerta rapidamente quando tá sujo ou limpo!

Adorei isto e já estou pensando onde eu poderia encontrar o material para fazer igual. Eu tenho uma coleção bacana de cartões turisticos. Vai faltar parede!

A cozinha é bem pequena mas decente.

Ao fim, Maud pediu que colocássemos as chaves na caixa de correspondência. Ela chegaria só na terça. Comprei um chocolate e deixei uma carta explicando como deixamos, o que usamos e a gradecendo a oportunidade de viver como Parisienses por alguns dias.

Na terça-feira ela já escreveu um comentário na minha página. Disse que fomos perfeitos e que o apto estava super limpo. Da mesma forma, escrevi que o apto é realmente o que está na descrição. Já recebemos o aviso do retorno da caução e aparentemente, tudo foi super tranquila.

Se eu vou fazer novamente? Sim, na europa e Américas ! Alguns lugares eu ainda não confio plenamente e acho arriscado ficar sem apto em alguma cidade exótica por ai.

Gastei € 260,00 na hospedagem e achei que foram bem pagos. Além disto, fiz minhas compras nos supermercados populares e comi nos restaurantes do bairro.

Aff! Acho que agora encerrei! Próximo destino? talvez Praga, já que é tão pertinho ou Veneza. Já tenho aptos em vista e os preços continuam ótimos.

Um bjo e até a próxima!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Arrumar a cama

Eu sou uma bagunceira de mão cheia. 5 minutos são o suficiente para a casa “desandar”

Com a ajuda da Flylady (assunto para um próximo tópico), passei a dar importância para a organizacão.

Não que eu queira a casa toda empacotada e oraganizada. Casa tem que ter vida = bagunça.

A importância tá na questão de documentos e pagamentos. Já tive que pagar 2 vezes a mesma conta por perder o comprovante!

Com a flylady, você incorpora ao deu dia-a-dia, pequenos gestos que, no final da contas, ajudam bastante.

Um deles, é arrumar a cama todos os dias ao acordar. Isso eu faço e com gosto. Adoro aquela sensação “cama da novela das 8”. Almofadas, travesseiros mil, uma boa colcha e o Javier Bardem me esperando, só de cueca! 😉

Esse blábláblá introdutório, é só para dizer que eu to decepcionada com a arrumação da camas na Alemanha.

Primeiro, o travesseiro é uma coisa murcha, num formato folha de jornal Estadão (enormeeeee).

Segundo, não fica tudo esticadinho como eu amooooo de paixão.

Terceiro, aqui, o casal não dorme com o mesmo edredon, por um lado é bom, mas por outro, fica tudo descordenado e difícil de arrumar.

Quer um exemplo:

Sim, essa pessoa postou esta foto, dizendo que o quarto estava arrumado. Não quero destruir os sonhos de ninguém mas isso é um cobertor jogado em cima da cama.

Por enquanto tenho feito deste modo

Fica feio. Eu odeio. Eu tenho necessidade de dormir em cama bonita. Se alguém tiver dicas de como fazer uma cama decente e fofa, pleassssse me envie!

bjobjo da cinderela